VEREDAS DE SOMBRAS

Nesse livro, o autor, com seus versos, pede socorro para outra humanidade, aquela descalça de fé e esperança num mundo mais justo e menos desigual; clama para que apuremos o olhar e miremos os escombros injustos e perdidos de nossa sociedade; aproxima-nos do cheiro das flores, árvores e frutos, do balançar dos ventos, do tilintar dos cacos da Lua, dos raios do Sol, da vida.

VEREDAS_DE_SOMBRAS_CAPA